Hashioka diz que retorno da jornada de 6h vai restringir atendimento ao público

Hashioka diz que retorno da jornada de 6h vai restringir atendimento ao público IMAGE
Redação,
Cb image default
Foto - reprodução Midiamax

O secretária de Estado de Administração, Roberto Hashioka, afirmou nesta quarta-feira (10) que os atendimentos ao público voltarão a ficar restringidos com o retorno da jornada de 6 horas para os servidores públicos do Governo do Estado, que estão desde o dia 1º deste mês cumprindo jornada de 8 horas.

A volta ao regime de 6h – 30 horas semanais – será tomada após liminar do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) acatar pedido do Fórum dos Servidores, composto por diversos sindicatos.

“Ainda não fomos notificados [sobre a decisão do TJ]. Que eu saiba ainda não. Enquanto não formos notificados, não haverá mudança. Quando recebermos o oficial de justiça, aí nos cumprimos a determinação judicial”, explica Hashioka sobre os prazos.

Nesta quarta-feira (10), o desembargador responsável pela decisão, Ruy Celso Florence, fez despacho determinando a qualquer oficial de justiça fazer a notificação ao governador. Ela deve ocorrer ainda essa semana. O prazo para o Governo oficializar o retorno da jornada de 6h é 10 dias após a notificação.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)