Manchester City, assédio europeu e dinheiro: Antony decide renovar e vira exemplo no São Paulo

Manchester City, assédio europeu e dinheiro: Antony decide renovar e vira exemplo no São Paulo IMAGE
Manchester City assdio europeu e dinheiro Antony decide renovar e vira exemplo no So Paulo
Rubens Chiri / saopaulofc.net

Antony, do São Paulo, abriu mão de uma proposta para ganhar cinco vezes mais e decidiu renovar com o Tricolor até junho de 2024. O Manchester City, da Inglaterra, fez uma oferta de 20 milhões de euros (R$ 85,2 milhões), em um projeto que incluía uma ida ao Sporting, de Portugal.

São Paulo recusou. A postura do atleta de 19 anos durante todo esse processo virou um exemplo no clube, pois ele não forçou uma situação para sair.

Em maio, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, avisou aos diretores que não abria mão de Antony e dos outros destaques de Cotia. Só aceitaria a saída mediante o pagamento da multa de 50 milhões de euros (cerca de R$ 225 milhões), valor mantido no novo contrato. A postura se tornou pública por meio do executivo de futebol Raí, um mês depois.

Mais de dez clubes sondaram qual era a situação de Antony em meio ao processo de renovação. O São Paulo deu aumento salarial para justificar a valorização que o jogador teve desde a sua promoção ao profissional, em novembro de 2018.

A avaliação é de que a saída de Antony agora poderia queimar etapas. Com a permanência, o São Paulo espera ter retorno esportivo e sabe que no futuro também poderá ganhar dinheiro.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)