MS reduz despesa com pessoal, mas eleva gastos com inativos

Gastos do Estado de Mato Grosso do Sul com servidores ativos tiveram redução, em média, de 0,36% entre setembro de 2017 e agosto deste ano, em comparação com os 12 meses anteriores, enquanto para inativos houve crescimento de 5,6% nas despesas no mesmo período. Os dados são do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e apontam ainda que as despesas totais do Estado com pessoal fecharam em R$ 1,172 bilhão em agosto de 2018, sendo R$ 675 milhões com funcionários ativos e R$ 497 milhões com inativos.

Ainda conforme os números da seção de Finanças Públicas Estaduais da Carta de Conjuntura, divulgada na segunda-feira, pelo Ipea, o Estado ficou entre as 20 unidades da federação que apresentaram queda no número de servidores estatutários ativos entre os anos de 2014 e 2017.  Já para os inativos, a situação foi inversa: todos os 24 Estados com dados disponíveis analisados apresentaram taxa de crescimento positiva.

No mesmo período, o número de servidores ativos nos estados encolheu 1,6%, enquanto o de inativos cresceu 5,6%. Em outras palavras, a contratação de novos servidores estatutários caiu em quase todas as UFs e o montante de inativos só cresceu.

* Leia a reportagem, de Daniella Arruda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)