Reativação de frigorífico será debatida em audiência pública

Está marcada para esta sexta-feira, 23, uma audiência pública com o tema “Retomada das atividades de abate e comercialização de bovinos na planta frigorífica de Batayporã e cumprimento da função social do terreno doado pela municipalidade”. O evento será realizado a partir das 18h, na Câmara Municipal – Rua Ataliba Ramos, 1702 –

As atividades foram encerradas em julho de 2015, quando gerava cerca de 700 empregos diretos. Agora, a Câmara Municipal, o Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Nova Andradina e Região e a Associação Comercial e Industrial de Batayporã querem avaliar a possiblidade de reativação da planta frigorífica da cidade.

Segundo o site Nova News, os organizadores da audiência pública já haviam se reunido para tratar do assunto. Na ocasião, entre as questões, estava o fato de se apurar o motivo pelo qual o Grupo Minerva Foods paga aluguel da planta frigorífica que não está em atividade. “O frigorífico está parado há três anos e quatro meses e o Minerva continua pagando o aluguel para os responsáveis pelo prédio. Qual seria o retorno disso para eles?”, questionaram.

Outro ponto abordado no encontro é o fato de que, pelo menos teoricamente, o município de Batayporã poderia retomar a área onde a indústria está instalada. A área foi doada pelo município no ano de 1989 para empreendedores da região e alugada para a Minerva Foods, com o único propósito de gerar empregos para a população de Batayporã.

As lideranças envolvidas no movimento em prol do funcionamento defendem que, se a Minerva não pretende voltar a atuar na cidade e há um empresário com objetivo de instalar uma de suas unidades no município, o poder público deve empreender esforços e usar os meios legais disponíveis para que a população volte a contar com as mais de 700 vagas de emprego que, em outros tempos, muito contribuíram com a sociedade local e com a economia da região.

Nas últimas semanas, documentos pedindo providências foram encaminhados ao Poder Executivo Municipal, Poder Legislativo Municipal, Ministério Público e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Agora, a audiência pública programada para esta sexta-feira (23), a partir das 18h, na Câmara Municipal de Batayporã – Rua Ataliba Ramos, 1702 – tem como objetivo debater os próximos passos do movimento.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)